sexta-feira, 3 de outubro de 2008

Teatro Municipal Ariano Suassuna

Nova Friburgo, cidade serrana no interior do RJ, inagurou dia 27 de setembro o Teatro Municipal Ariano Suassuna com a presença do próprio Ariano, que veio a convite da Prefeita, para abrilhantar esta linda festa.
A noite foi muito emocionante pois este era um projeto que se arrastava por mais de 15 anos e já havia passado por muitos outros governos. O Teatro estava com seus 564 lugares lotados e ainda haviam pessoas em pé e outras sentadas no chão.



A Prefeita Saudade Braga, o dramaturgo, poeta e romancista Ariano Suasssuna e eu.
O Teatro lotado
Depois da cerimônia de inauguração assistimos o espetáculo "Olhares Cruzados" com 160 alunos atores, alunos músicos, alunos malabaristas, alunos cantores que fazem parte da Oficina-Escola de Artes de Nova Friburgo, escola pública de arte-educação para os alunos que não podem pagar um curso de arte e que estudam na rede publica de ensino.



6 comentários:

Francisco Sobreira disse...

Lili,
Muito justa a homenagem a Ariano, dando o seu nome a um teatro. Pelas fotos o vi falando e imagino quantas gargalhadas ele provocou, pois ele é muito engraçado também. Achei curioso o nome da prefeita. Aqui em Natal existe a Av da Saudade, onde, aliás, morei durante alguns anos. Um abraço afetuoso.

railer disse...

muito bonito o teatro e que bem que finalmente foi inaugurado!

você está linda! beijos

Anônimo disse...

Nossa, que emocionante. achei esse blog pesquisando sobre o Ariano que sou fã fã fã!
Parabéns pelo Teatro Municipal Ariano Suassuna.
Anita feldman

Anônimo disse...

Muito bonito ficou o teatro! Quando for um dia a Friburgo irei conhecr.
Mauro P.

Anônimo disse...

E Viva a Cultura Brasileira! Viva Ariano Suassuna!
Parabéns pela iniciativa de sua cidade!

Annatércia Gomes disse...

Nossa! Que saudade!
Eu só tenho a agradecer imensamente a Deus por ter tido a oportunidade de ter uma infância e adolescência tão rica. Esse contato com as artes desde crianças contribuiu, sem dúvidas, fortemente para a minha construção de identidade, me ajudou a m reconhecer como indivíduo, perceber a diversidade cultural do meu país e, mais do que isso, saber valorizá-la. Eu não tenho palavras para expressar a minha gratidão por esse trabalho fantástico que eu tive a honra de conhecer bem de perto e por muitos anos. Muito obrigada, Doutora Saudade Braga, Maria Amélia, Lily e Maria Vidal (a mais linda de todas!). Mulheres empoderadas que fizeram a diferença na vida de todos nós. Serei eternamente aluna da Oficina Escola de Artes de Nova Friburgo.
Axé e luz!